11 de outubro de 2017

Sinteal visita escola e presta solidariedade a professora agredida

Patricia David e Edileuza Vespaziano, diretoras do Sinteal em visita à escola

Patricia David e Edileuza Vespaziano, diretoras do Sinteal em visita à escola

No dia nacional de saúde e segurança nas escolas, 10 de outubro, as atenções do Sinteal se voltaram para mais uma vítima da violência na educação em Alagoas. Na tarde desta terça-feira (10), dirigentes do Sinteal estiveram na Escola Estadual Padre Pinho, em Maceió, para prestar solidariedade a uma professora agredida por um aluno no dia anterior.

Ainda muito abalada, a educadora recebeu o Sindicato e relatou o que aconteceu. Segundo ela, o aluno jogou a bolsa nas suas costas, deu vários chutes e proferiu xingamentos. Ressaltou a atuação do Batalhão Escolar, que segundo ela, agiu com ética. Ela explicou que, mesmo na presença da polícia, foi cuspida pelo aluno, mas houve tranquilidade dos agentes, que conduziram da melhor forma. A família alegou que o jovem sofre de esquizofrenia, mas o problema não havia sido informado antes à escola.

Sinteal colocou a assessoria jurídica à disposição da vítima, e vai acompanhar o caso dando toda a assistência necessária. Além disso, cobra que o Governo do Estado tome providências sobre o alto índice de violência que tem sido constatado nas escolas, fazendo com que a saúde mental dos profissionais esteja cada dia mais comprometida.

Normalmente, esta escola apresenta um ambiente tranquilo, mas o episodio causou traumas na professora, que se sentiu desestimulada. No entanto, ela agradeceu o apoio que tem recebido da comunidade escolar, e dos outros alunos e alunas, dizendo que isso renova as forças.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *