6 de dezembro de 2017

Sinteal intensifica atuação no Fórum de Combate à Corrupção de Alagoas

abb7f376-fc35-4cbd-8fb2-3ad6bea2c610A luta contra a corrupção e em defesa da devida aplicação dos recursos públicos continua sendo uma das pautas do Sinteal. Em b3f540e2-3040-4b8d-823f-f02355f90dafeleição realizada nesta terça-feira (06), foi definida a nova comissão executiva do Fórum de Combate à Corrupção de Alagoas. Nessa gestão, pela primeira vez, o Sinteal está compondo o quadro. A composição tem agora na coordenação geral o subprocurador-Geral do MPC/AL, Gustavo Santos, e na coordenação adjunta, Paulo, representante da Advocacia Geral da União. Na secretaria Geral, Fernando Teles da Arquidiocese, e a professora Helenice Balbino, que já participa das ações do Focco há nove anos representando o Sinteal, é a nova secretária adjunta do Fórum.

ce4912a3-1108-4a58-9971-c937acebc2d9Também nessa semana é comemorado o Dia Internacional de Combate à Corrupção (09/12). Em comemoração a isso, o Focco-AL realizou no último domingo, 03/12, uma exposição no Maceió Shopping, no bairro de Mangabeiras. Durante toda a tarde o Focco disponibilizou orientação, informação e entretenimento ao público que se fez presente ao primeiro andar do Shopping. A ação teve como objetivo conscientizar a população sobre seu papel na fiscalização do uso correto do dinheiro público, e orientar contra as pequenas corrupções cotidianas da vida de cada um, por meio de distribuição de material informativo e contação de histórias para as crianças.

68dfcdbc-b860-43ac-b2fa-7da07cdbbd62O coordenador do Focco-AL, o promotor de Justiça, José Carlos, esteve presente no local, acompanhado de diversos gestores de órgãos que compõe o Fórum, como Controladoria Geral da União, Controladoria Geral do Estado, Secretaria Municipal de Controle Interno e Tribunal de Contas do Estado. Ele explicou a motivação da exposição. “Ninguém tolera mais corrupção. Precisamos unir os órgãos de controle, fiscalização e a sociedade, pelo controle social, por causa dos reflexos que ela [a corrupção] provoca na sociedade”.

Consuelo Correia, presidenta do Sinteal, participou da ação durante a tarde inteira dialogando com a população. “A cultura da corrupção é um problema sério que precisa ser combatido. Os governantes representam a população, e ainda é comum ver comportamentos de corrupção serem naturalizados e banalizados. É fundamental realizarmos ações como essa”, disse ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *