23 de outubro de 2018

Sinteal conquista reajuste e encerra paralisação em São Luiz do Quitunde

Em assembleia realizada na manhã desta terça-feira (23), trabalhadoras/es da educação da rede municipal de São Luiz do Quitunde decidiram acatar a proposta da gestão municipal e encerrar as negociações. O reajuste de 6,81% será implantado para toda a categoria (professoras/es e funcionárias/os, tanto ativas/os quanto aposentadas/os) com retroativo a maio, a ser pago parcelado nos meses de dezembro e janeiro aos profissionais da ativa, e nos meses de janeiro a abril para os aposentados.

Darcir Acioli, diretora de assuntos municipais do Sinteal, comemora o resultado da mobilização. “a luta da categoria foi fundamental para que o gestor chegasse a esse resultado. A proposta só surgiu porque o gestor percebeu que a mobilização estava forte. Parabéns aos trabalhadores e à gestão que encerraram da melhor forma”, concluiu.

A categoria decidiu no dia 18 de outubro que iria parar as atividades por três dias a partir de hoje (23), em protesto contra a decisão da prefeita Fernanda Cavalcante (MDB), que cancelou reunião marcada para o dia 19/10, com a direção do Sinteal e representantes da base da categoria, sem dar qualquer justificativa plausível para o cancelamento, e prejudicando a discussão e acordos sobre várias pautas pendentes da luta da educação municipal.

Também participou da assembleia a secretária jurídica do Sinteal, Cícera Ferreira. Ela ressalta a importância de o gestor garantir a implantação do reajuste do piso nacional. “é fundamental que a lei do piso seja reconhecida pelos gestores, que garantem o percentual estabelecido nacionalmente todos os anos, reconhecendo inclusive todos os profissionais da educação, não apenas os professores. A escola só tem a ganhar com isso”, disse ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *