28 de novembro de 2018

Luta da CNTE e Sinteal, no STF, contra a “Lei da Mordaça”

Juntamente com representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Brasil (CNTE), a presidenta do Sinteal, Consuelo Correia, está em Brasília (DF), com o objetivo de acompanhar a sessão do Supremo Tribunal Federal (STF), que começaria a julgar, nesta quarta-feira (28) a “Lei da Mordaça”, e que foi adiada sem data prevista para nova sessão. A delegação do Sinteal também é composta pelas advogadas da nossa entidade, Drªs Betânia Pereira e Ana Carolina. Presente também na delegação alagoana a professora Sandra Lúcia Lira, do CEDU/UFAL.

CNTE e Sinteal fizeram resistência contra a “Escola sem Partido” no plenário do STF, para o julgamento de três Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs), que questionam a Lei 7.800/2016, de Alagoas, que instituiu o programa Escola Livre no estado.

O Sinteal conclama as/os trabalhadoras/es em educação para continuar firmes na luta para derrotar esta lei (ainda sem eficácia em nosso estado), que censura o pensamento e a livre expressão do magistério nas escolas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *