28 de setembro de 2018

Assembleia sobre FUNDEF leva informes para região Agreste

A direção estadual do Sinteal está visitando municípios e, junto com seus núcleos regionais, discutindo detalhes sobre a luta do FUNDEF com a categoria. Na manhã desta sexta-feira (28), a presidenta e a vice-presidenta do Sinteal, Consuelo Correia e Célia Capistrano, estiveram em Arapiraca reunindo representantes de vários municípios da região agreste.

O presidente do núcleo regional de Arapiraca, André Luiz, que também participou da audiência pública no Congresso Nacional, em Brasília, convocou a categoria para o debate na Escola Epial e, junto com a direção estadual, fez o repasse de informações sobre a viagem e as audiências com o Ministério Público Federal em Alagoas sobre o assunto.

Trabalhadoras/es da educação dos municípios de Craíbas,  Lagoa da Canoa,  Campo Grande, Limoeiro De Anadia, Coité Do Nóia, Taquarana, Traipu, e Arapiraca estiveram presentes entre as 150 pessoas que participaram da assembleia.

Consuelo Correia, presidenta do Sinteal, reafirmou a necessidade de a categoria se manter acompanhando e mobilizada nessa luta. “Para ser ouvida pelas autoridades, a classe trabalhadora precisa se manter unida e alerta”, disse ela. O Sinteal está acompanhando todo o processo e repassando sempre as informações, realizando mobilizações e dialogando com os órgãos de controle social, para garantir que os recursos sejam destinados aos trabalhadores, como deve ser.

Participando de tudo isso estão também as presidências dos núcleos regionais. André Luiz, presidente do núcleo em Arapiraca, fala que o enfrentamento é permanente nos municípios também. “Estamos sempre dialogando com a base sobre o papel dos gestores e parlamentares nesse processo, que temos que cobrar posicionamento de acordo com o que sempre prometem que é o respeito à educação e às leis”, avisou ele. Ele contou com a ajuda do seu vice-presidente, Paulo Henrique Santos, que fortalece a luta e a organização do sindicato. “É papel de todos nós estar presente nesse momento e construir uma saída para que resultado seja positivo. Vamos à luta!”, considerou.

O Sinteal mantém a sua atuação voltada para que a justiça seja feita. Tanto na pauta do FUNDEF, quanto em todas as outras pautas referentes à educação e à classe trabalhadora. As assembleias informativas devem ser realizadas em todas as regiões, algumas já aconteceram, outras serão agendadas nos próximos dias.