25 de setembro de 2018

Viçosa: Servidores da educação cruzam os braços na próxima segunda-feira (1º)

Por descumprimento de acordo, servidores da educação de Viçosa decidem, em assembleia, cruzar os braços a partir da próxima segunda-feira (1º)

Os servidores da educação da cidade de Viçosa decidiram, em assembleia realizada nesta terça-feira (25), cruzar os braços por três dias em resposta ao não cumprimento de acordo com a categoria por parte do prefeito Davi Brandão (PDT). A paralisação terá início na próxima segunda-feira (1º).

“O prefeito tinha oferecido em agosto 3% de reajuste salarial, com retroativo a maio, mas não está cumprindo com o acordado”, pontua João Paulo, diretor do Núcleo Regional do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal) em Viçosa.

A assembleia também discutiu a situação da luta pelo rateio do extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) e a data-base da categoria.

Ainda em novembro de 2017, os trabalhadores da educação foram às ruas em Viçosa reivindicar da Prefeitura reajuste salarial de 7,64%, em paridade com o piso nacional da categoria estipulado pelo Ministério da Educação (MEC). Também se exigiu maior valorização da categoria e mais democracia para a área, como o direito a eleger os diretores das escolas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *