17 de outubro de 2018

Colônia Leopoldina: após 40 dias, greve acaba com avanço nas negociações

Após quase quarenta dias de greve, as/os trabalhadoras/es da rede pública municipal de educação de Colônia Leopoldina, em assembleia geral realizada nesta quarta-feira (17), decidiram encerrar o movimento de paralisação, organizado pelo Sinteal e Núcleo Regional/União dos Palmares, após reunião de lideranças e representantes da base da categoria com o prefeito Manuilson Andrade Santos, que apontou para um avanço real nas negociações, que terá o seguinte calendário de reuniões com os gestores:

Dia 24 de outubro: Discussão sobre a folha de pagamento.

Dia 14 de novembro: Apresentação por parte dos gestores de um estudo de impacto financeiro, percentual de reajuste salarial para a educação (na folha de dezembro/2018), discussão sobre realização de concurso público e sobre a reformulação do Plano de Cargos e Carreira (de acordo com o enquadramento), além de definição sobre o pagamento dos retroativos da categoria.

Foi definida a instalação de uma Mesa Permanente de Negociação com representantes da Prefeitura, do Sinteal e da base das/os trabalhadoras/es, que funcionará até a próxima data-base da educação.

O Sinteal manterá a categoria mobilizada e informada dos avanços na luta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *