23 de janeiro de 2019

Vitória do Sinteal: prefeitura deve preservar os 60% dos recursos do FUNDEF em Pilar

O debate sobre a aplicação dos recursos do FUNDEF continua em muitos municípios de Alagoas. Em Pilar, o gestor enviou um projeto à Câmara de Vereadores pedindo autorização para utilizar na educação R$ 14 milhões destes recursos. O Sinteal se reuniu com os trabalhadores, que decidiram acompanhar o trâmite do projeto, para intervir na aplicação das verbas do FUNDEF.

Consuelo Correia, presidenta do Sinteal, explica a importância de vigiar a aplicação dos precatórios. “Os recursos do FUNDEF pertencem à educação e aos trabalhadores, estamos em uma batalha nacional para que a legislação seja respeitada e que a parte que cabe aos trabalhadores seja rateada entre eles. E que a outra parte seja aplicada corretamente em melhorias para a educação pública”.

O prefeito convocou a categoria para apresentar o projeto de lei, onde pretende investir em Gestão democrática e aplicar o dinheiro na educação. O núcleo regional do Sinteal de Rio Largo, representando as trabalhadoras/es da rede, ficou encarregado de participar da comissão e acompanhar o processo, intervindo na defesa do FUNDEF para os profissionais da educação e exigindo que o gestor aguarde a decisão do STF sobre o assunto.

“A iniciativa do prefeito já estava quase aprovada, mas com a intervenção do sindicato foi possível preservar os 60% referentes à dívida dos municípios com os trabalhadores da educação, que estão em discussão no STF e aguardam decisão”, esclareceu Rosieli Costa, presidenta do núcleo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *