13 de março de 2019

Sinteal promove debate sobre o financiamento sindical com a MP 873

O Sinteal realizou reunião na tarde desta quarta-feira (13), em Maceió, um debate sobre as perspectivas do financiamento sindical diante da implantação da Medida Provisória 873/2019.

Lançada no dia 02 de março, a MP é um ataque direto às organizações de trabalhadores, impedindo o desconto em folha da contribuição sindical voluntária da Rede Privada e dos Servidores Públicos Federais. Com isso, o governo Bolsonaro foi de encontro a Constituição Federal, em seu artigo 8º, com o objetivo de desestabilizar as entidades sindicais que estão lutando contra o desmonte da previdência social e os desmandos atuais do governo.  

Milton Canuto falou sobre as consequências da MP 873

Ainda que o cenário não atinja diretamente o Sinteal, tendo em vista que a medida não atinge os trabalhadores da rede pública municipal e estadual, a entidade resolveu debater o cenário que está posto com a implantação da MP 873. A discussão girou em torno da necessidade de ampliar as filiações e manter fortalecida a organização dos trabalhadores da educação, especialmente nesse contexto de ataques a previdência.

O encontro teve a presença de presidentes e tesoureiros dos núcleos regionais do Sinteal. Milton Canuto, professor e ex-presidente do Sinteal, apresentou os números e projeções de filiação e contribuição no sindicato, ressaltando a importância da atuação junto à base para que haja um esclarecimento sobre a importância de mobilização contra as medidas adotadas pelo Governo Federal. Além disso, a reunião apresentou os números financeiros da gestão e o planejamento para o ano de 2019.

 

FORMAÇÃO

Também na tarde desta quarta-feira (13), aconteceu a reunião com secretários de formação dos núcleos regionais do Sinteal, com objetivo de construir o coletivo de formação política do sindicato. O encontro é de grande importância para o momento atual em que os movimentos sociais, principalmente os sindicatos, sofrem um grave ataque por parte do Governo Federal, que busca implantar a reforma da previdência retirando os direitos dos trabalhadores.

A presidente do Sinteal, Consuelo Correia, destacou a importância da formação para o fortalecimento do sindicato. “O Sinteal vai investir cada vez mais na formação. No cenário atual, é de extrema importância a constante qualificação dos quadros, melhorando o diálogo  com os filiados e as filiadas e esclarecendo da melhor forma as demandas da nossa categoria”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *