6 de agosto de 2019

Em reunião, Prefeitura de Piranhas nega reajuste e servidoras/es da educação realizam paralisação de 24 horas nesta 4ª feira (07)

Na manhã desta terça-feira (06/08), diretoras/es do Sinteal, Núcleo Regional Delmiro, juntamente com membros da comissão representativa da base da categoria,  se reuniram com a prefeita do município de Piranhas, Maristela Sena Dias, a secretária municipal de Educação, Maria Barboza Freire e com representantes do corpo jurídico do município para tratar da Campanha Salarial/2019 das/os servidoras/es em educação da rede pública municipal.

A prefeita e seus representantes enfatizaram que não há a mínima possibilidade de dar qualquer percentual de ajuste, tendo em vista, segundo eles, que o município “teve uma queda brusca em sua receita, correndo assim o risco de não conseguir pagar a folha salarial em dia, caso atendesse à reivindicação da categoria”.

No entanto, mesmo diante da negativa da prefeita em dar o ajuste salarial, diretoras/es do SINTEAL e membros da comissão reafirmaram o direito ao reajuste financeiro, mas na reunião não ocorreu um acordo entre as partes. 

Encerrada a reunião, foi realizada uma assembleia geral, já definida para depois da reunião com os gestores, quando foi repassada, de forma objetiva e resumida, todo o processo de negociação.

Como não houve avanços, a agenda de lutas continua mantida com uma paralisação das/os trabalhadoras/es em educação municipais no dia de hoje (4ª feira 07 de agosto), seguida de ato público, previsto para acontecer em frente à Câmara Municipal de Vereadores de Piranhas.

O Sinteal vai continuar organizando a luta da categoria e manter a pressão democrática junto ao Executivo municipal para encontrar uma solução para o impasse.

Estamos no nosso direito. Reajuste salarial, já!