10 de setembro de 2019

Sinteal reúne Coletivos da Mulher e da/o Aposentada/o e debate tema: “Ser Mulher: Nossa identidade”

 

O Sinteal realizou, nesta terça-feira (10), uma reunião conjunta entre os Coletivos da Mulher e da/o Aposentada/o, com a presença de representantes dos onze núcleos regionais da entidade, que trouxeram a partir de suas experiências uma importante reflexão sobre a construção das lutas da categoria. 

Uma roda de conversas com a historiadora Sandra Sena abordou a realidade da mulher negra no Brasil (e o que isso tem a ver com o trabalho da educação), a partir de um importante debate sobre “O que é ser mulher no Brasil”. “Elencamos a história do Brasil e o papel significativo das mulheres nesse processo, envolvendo as várias formas de feminilidade. Além disso, debatemos o feminismo como saída para as formas de opressão, assim como para o fim do patriarcado”, disse a historiadora.

“Iríamos fazer duas reuniões, mas decidimos que nesse momento de conjuntura mais difícil ‘ninguém solta da mão de ninguém’, e por isso unificamos”, disse Aparecida Almeida, da Secretaria de Mulheres do Sinteal.

Promovida de forma colaborativa entre as Secretarias da Mulher, da/o Aposentada/o, Sócio-cultural, de Políticas Sociais e o Grupo de Trabalho da Saúde do/a Trabalhador/a do Sinteal, a reunião trouxe momentos lúdicos, debates e planejamento de ações.

Um dos pontos altos do evento foi a partilha das atividades realizadas através dos núcleos regionais, momento rico em experiências de organização das/os aposentadas/os, a exemplo das/os companheiras/os do município de Boca da Mata, cerca de setenta aposentadas/os que participam ativamente de assembleias, de atos públicos e de outras atividades construídas pelo Sinteal e núcleo regional, inclusive com participação em grupo de whats app.

A partir desse exemplo, outros núcleos também relataram suas experiências.