9 de outubro de 2019

Audiência pública discute recursos do FUNDEF na Câmara Municipal de Piaçabuçu

Para discutir soluções sobre o rateio dos precatórios do FUNDEF, o Sinteal participou na tarde desta terça-feira (8), de uma audiência pública na Câmara Municipal de Piaçabuçu. O diretor adjunto de assuntos jurídicos, Edilton Dantas, o advogado Ciro Contin, e dirigentes do núcleo regional do Sinteal de Penedo representaram os trabalhadores da educação na mesa que conduziu a sessão.

Proposta pela veradora Lôra, que também é professora, a sessão começou por volta das 16h e teve a participação dos outros parlamentares, inclusive do presidente da casa, Kayro Castro e durou cerca de duas horas. Também estavam presentes muitos trabalhadores da educação e um representante do deputado federal JHC, que está acompanhando a Rota dos Precatórios. Por conta do grande volume de pessoas, a atividade aconteceu na rua, em frente à casa legislativa.

Em sua intervenção, Edilton Dantas falou sobre o histórico do recurso, e explicou porque o Sinteal reivindica o direito dos trabalhadores de receberem em forma de rateio. “Esse recurso é para corrigir uma redução que aconteceu no repasse dos recursos, essa redução foi justificativa, na época, para rebaixar os salários, estamos buscando uma reparação disso”, relembrou o dirigente do Sinteal.

Ele também lembrou que o recurso é exclusivo da educação e por isso deve ser utilizado para melhorar a qualidade do ensino, que seria impossível sem a valorização e as condições dignas para os profissionais da educação.

Durante o debate, foi informado que a Câmara solicitou da prefeitura o saldo atual da conta bancária. Diante disso, ficou definido que e que o Sinteal e os representantes da Rota dos Precatórios se vão acompanhar e buscar soluções junto a gestão para encontrar estratégias e mecanismos para que o rateio aconteça.