13 de maio de 2022

Teotônio Vilela: Assembleia de trabalhadores/as define paralisação para o dia 18 de maio

Na última quinta-feira (12), o Sinteal realizou uma assembleia com servidores/as da educação municipal de Teotônio Vilela, na antiga sede da Usina Seresta. Neste encontro, os/as trabalhadores/as definiram paralisar as atividades no próximo dia 18 de maio (quarta-feira), em protesto pela resistência da gestão do prefeito Pedro Henrique Pereira (PP) em dialogar com a categoria sobre pautas importantes.

O professor Cornélio Juvêncio, presidente do Núcleo Municipal de Teotônio Vilela, e o professor Valdir Costa, vice-presidente do Núcleo Regional de São Miguel dos Campos, representaram o Sinteal na assembleia, que contou com uma boa presença dos trabalhadores/as do município.

Temas como o reajuste salarial, retroativos de classe e nível, pagamento do 13º, o rateio dos precatórios do FUNDEF e a paridade dos/as aposentados/as estão sendo tratados sem a devida importância pela gestão, que nitidamente não quer dialogar com a categoria.

“Tentamos negociar com a gestão do prefeito Pedro Henrique de várias maneiras e não fomos atendidos. A categoria cansou e resolveu ir à luta para garantir os direitos das trabalhadoras e dos trabalhadores da educação de Teotônio Vilela”, explicou Cornélio.

A categoria realizará a paralização até que o prefeito desista do seu posicionamento atual e receba o sindicato para negociar pautas fundamentais para os/as trabalhadores/as da educação.