11 de agosto de 2022

No Dia do Estudante, Sinteal marca presença no ato em defesa da democracia e eleições livres

O dia 11 de agosto de 2022 já está marcado na história política do país. Com vários atos espalhados por várias cidades brasileiras, o Dia do Estudante deste ano também ficará marcado pela luta em favor da democracia e de eleições livres, diante dos ataques sistemáticos de Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O Sinteal, através de sua direção e dos trabalhadores e das trabalhadoras da educação, marcou presença na atividade, que fez parte do calendário de greve da categoria.

Em Maceió, o ato teve concentração na praça Centenário, no Farol. Desde às 8h, vários representantes de sindicatos, movimentos sociais e partidos compareceram para dar um basta às pretensões golpistas de Bolsonaro e para garantir a realização de eleições livres.

Após a concentração, os manifestantes marcharam pelas ruas em direção à antiga sede da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, no Centro de Maceió. No local, foi reafirmado o compromisso com a democracia, através de diversos discursos que rechaçaram o ímpeto golpista de Bolsonaro.

“O Brasil todo hoje se manifesta. Queremos eleições limpas e estamos nas ruas pela manifestação do povo, porque um povo silenciado não vive em democracia. Essa manifestação não termina aqui, ela continua diariamente. Que o resultado das urnas possa ser consolidado com a vitória do povo brasileiro e a derrota do genocida, fascista que usurpou o poder e hoje está na presidência da República. A nossa democracia é jovem, temos de cuidar dela com muita luta. Vamos mostrar que no Brasil não cabe ditadura. A democracia fica e Bolsonaro sai!”, disse Lenilda Lima, diretora do Sinteal.

Apoio à greve!

Durante o ato, as trabalhadoras e os trabalhadores da educação mostraram à população que, após um mês do início da greve, a categoria continua firme na luta por melhores condições de trabalho e um reajuste digno. Com faixas e cartazes que denunciavam o descaso da atual gestão municipal com a educação. O movimento grevista ganhou apoio do movimento estudantil, que compareceu em peso no ato durante a celebração do Dia do Estudante.

Além disso, outros movimentos sociais presentes ao ato também se solidarizaram com o movimento grevista da educação, reforçando a importância da luta travada pelo Sinteal e a sua base.