10 de julho de 2018

Educação de S. M. dos Campos rejeita 0% e decide por greve a partir do dia 16/07

As/os trabalhadoras/es em educação da rede pública municipal de São Miguel dos Campos, organizados pelo Sinteal e pelo núcleo regional local, realizaram assembleia, na manhã desta terça-feira 10, na Escola Municipal Esther Soares Torres, quando rejeitaram a ridícula proposta de 0% (ZERO POR CENTO), apresentada pela Prefeitura, e decidiram pela GREVE GERAL a partir da próxima segunda-feira (16 de julho). Em 2017, o reajuste também não houve: foi ZERO POR CENTO também. No próximo dia 20 de julho (sexta-feira), o Sinteal realizará nova assembleia da categoria para uma avaliação da greve e novos encaminhamentos de luta. As/os trabalhadoras/es exigem 15% (quinze por cento) de reajuste retroativo à data-base que é maio.

Indignação

Além da “proposta” absurda de 0% apresentada pelos gestores, outro fato deixou as/os trabalhadoras/es ainda mais indignados, pois somente a área da Educação não teve nenhum índice, pois outras áreas públicas obtiveram reajuste.

GREVE GERAL A PARTIR DO DIA 16 DE JULHO!

Assembleia de avaliação no dia 20 de julho (sexta-feira), também na Escola Esther Torres, para avaliação da greve e novos encaminhamentos de luta.

Quem luta, conquista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *