31 de agosto de 2023

Protesto do Sinteal no Benedito Bentes marca mais um dia de greve da educação

As ruas do Benedito Bentes, em Maceió, foram ocupadas na manhã desta quinta-feira (31) por trabalhadoras e trabalhadores da educação em greve. Com a rede estadual parada cobrando valorização, o Sinteal e a categoria cobram de Paulo Dantas a implantação dos 14,95% de reajuste para todos cargos e níveis da educação.

Concentrados no terminal de ônibus do bairro desde as 9h da manhã, os manifestantes distribuíram uma carta aberta à sociedade dialogando com a população sobre a realidade da escola pública e a falta de respeito do governo com a educação.

“A greve continua, Paulo Dantas a culpa é sua!”, bradou o presidente do Sinteal, Izael Ribeiro. “A categoria está mobilizada e não vai aceitar menos do que está determinado na lei, que é o percentual do piso, de 14,95%. Estamos aqui com o apoio dos estudantes, da comunidade, e de toda a população que compreende a importância de educação pública laica e de qualidade. Só a luta nos garante!”, completou.

O protesto saiu em caminhada e percorreu as ruas do bairro, com paradas nas escolas estaduais Dom Otávio e Eunice Campos. Encerrando no final da manhã com a convocação para a próxima atividade de greve que acontece nesta sexta-feira (1), no Jacintinho. A concentração será às 14h, em frente à escola Theonilo Gama.